Sua empresa tem um plano B em caso de emergência na cadeia de suprimentos?

Article by Achilles

Sua empresa faz parte das 66% das que não têm um plano B em caso de emergência na cadeia de suprimentos? Se fizer, você precisa reavaliar seriamente sua estratégia da cadeia de suprimentos.

Qual é a situação?

Pesquisas recentes realizadas pelo Chartered Institute of Procurement and Supply (CIPS) revelaram que dois terços dos compradores do Reino Unido não têm uma estratégia de redução de riscos para a suprimentos, apesar de qualquer interrupção nela poder provocar enormes prejuízos às finanças, à reputação e ao departamento jurídico, danos potencialmente irreparáveis.

O CIPS também descobriu que, apenas 11% dos gerentes das cadeias de suprimentos do país sentem que têm uma relação estreita com os fornecedores, sendo que 65% afirmam ter boas relações com os fornecedores de nível 1 ou não ter nenhum tipo de relacionamento com os fornecedores. Isso gera várias preocupações quanto à visibilidade da cadeia de suprimentos, gestão do de risco, ética e sustentabilidade.

O diretor executivo geral no CIPS, David Noble, comentou: “As empresas podem terceirizar a fabricação de seus produtos, mas não podem terceirizar a responsabilidade pelas condições nas quais são produzidos e onde a matéria-prima é comprada.”

“O que se recomenda é que as empresas conheçam muito bem quem são seus fornecedores. Muitos profissionais de compras sentirão confiança, achando que os conhecem bem, mas não é bem assim.”

Quantos compradores podem reduzir o risco em caso de emergência em uma cadeia de suprimentos?

O modelo de comunidade da Achilles proporciona maior visibilidade dos dados dos fornecedores, pois permite que os compradores tenham acesso às mais variadas informações sobre seus fornecedores coletadas por meio do nosso questionário de pré-qualificação. Isso inclui tudo, desde o desempenho financeiro do fornecedor até os registros de saúde e segurança, o que permite aos compradores reduzir riscos com mais eficácia.

Como o modelo de comunidade da Achilles funciona?

Por exemplo, os compradores poderão ver se os fornecedores tiveram problemas financeiros nos últimos meses ou se têm um histórico ruim em termos de saúde e segurança, assim, poderão tomar decisões baseadas em melhores informações sobre as empresas com as quais querem trabalhar. Além disso, se um fornecedor deixar você na mão, oferecemos uma lista de outros fornecedores pré-qualificados dentro das nossas comunidades que cumprem com a legislação e com os padrões e políticas relevantes.

Leia mais sobre nosso questionário de pré-qualificação para fornecedores.

Mas o que mais um plano B para a cadeia de suprimentos precisa ter?

O CIPS afirmou que auditorias periódicas dos fornecedores podem ajudar. Na Achilles, não só validamos as informações fornecidas durante o processo de pré-qualificação, também oferecemos auditorias via desktop ou presencial dos sistemas de gestão de fornecedores.

Saiba mais sobre nossas auditorias de fornecedores. 

A pesquisa do CIPS mostrou que auditorias periódicas e um forte relacionamento com a cadeia de suprimentos estão lado a lado, já que 65% dos compradores que afirmaram ter uma boa relação com seus fornecedores realizavam auditorias várias vezes ao ano, mas esse número caía para 35% entre os que não tinham um relacionamento próximo aos seus fornecedores.

Isso enfatiza ainda mais a importância de validar os fornecedores para evitar problemas na cadeia de suprimentos e suas consequências.



Receba ótimas informações na sua caixa de entrada todos os meses

Assinar