Principais lições aprendidas com a escassez de CO2

Article by Achilles

By Rhiarn Warner
Community Manager – BuildingConfidence

Em junho de 2018, o Reino Unido se deparou com uma escassez generalizada de cerveja, refrigerantes e carne, quando a nação sentiu os efeitos nocivos de uma escassez de dióxido de carbono. A escassez surgiu devido a um problema na cadeia de fornecimento, quando várias fábricas de fertilizantes de países do continente europeu fecharam para realizar manutenção de rotina. No Reino Unido, estavam em funcionamento apenas duas das cinco fábricas fornecedoras de CO2.

No pior momento da crise, os bares da JD Wetherspoon ficaram sem algumas cervejas, a Coca-Cola interrompeu várias linhas de produção e a loja on-line Ocado se deparou com problemas de entrega de alimentos congelados devido à falta de gelo seco, que é a forma sólida de CO2 usado para resfriar as caminhonetes. O Conselho Britânico de Carnes de Aves também ficou preocupado e alertou que a situação “poderia rapidamente ficar crítica”.

De certa forma, o assunto acabou ficando esquecido, mas ainda está nas manchetes no Reino Unido, com o jornal The Independent anunciando que as lojas do Sainsbury e da Co-Op estão com estoques reduzidos de produtos como água com gás.

Numa análise retrospectiva, o problema poderia ter sido resolvido com uma gestão de aquisições mais consistente.

Meu conselho, seja qual for o seu setor, está dividido em três partes.

1) Passe a entender os seus fornecedores – conheça os elos fracos na cadeia de fornecimento. 

Conhecer perfeitamente todos os níveis da sua cadeia de fornecimento ajuda você a entender o impacto que a escassez ou a interrupção de fornecimento por parte do seu fornecedor pode ter na produção de forma geral.  O mapeamento da cadeia de fornecimento garante que padrões elevados estejam sendo aplicados não só no nível mais alto dos fornecedores, mas em toda a cadeia de fornecimento – confirmando que os padrões estão sendo seguidos e que os pontos fracos foram identificados, antes que eles representem riscos de reputação.

2) Tenha visão sobre as condições do mercado, as ideias do setor, os eventos excepcionais previstos e a produtividade esperada, a fim de tomar providências antes que ocorra algum problema.

A escassez de CO2 é o resultado de um momento crítico.  O CO2 é fabricado como um subproduto da criação de amônia pelas empresas de fertilizantes. O pico de consumo de fertilizante ocorre no inverno, e as empresas de produtos químicos tradicionalmente diminuem a produção à medida que o verão se aproxima. O baixo preço atual da amônia proporciona pouco incentivo para que os produtores retomem rapidamente sua produção (e, portanto, de CO2). Isso, por sua vez, significa que o fornecimento é o menor de todas as épocas.  Esta falta de fornecimento do produto vai de encontro a um aumento da demanda causada pelo maior consumo de alimentos e bebidas, devido ao clima quente e à Copa do Mundo, especialmente no tocante a bebidas com gás que precisam de CO2 como parte do processo de fermentação.

3) Tenha acesso a uma ampla variedade de fornecedores alternativos garantidos para os principais ingredientes ou produtos, com pouco tempo de antecedência, sem comprometer sua qualidade ou reputação. 

Isto é especialmente valioso, sendo aí que podemos desempenhar um papel vital quando o acesso a um produto não for tão simples. Combinamos informações comerciais com grandes volumes de dados validados, a fim de formar um quadro completo das operações dos fornecedores, da exposição destes aos riscos e o que isso significa para os compradores. O questionário de pré-qualificação específico para cada setor contém todos os dados essenciais para ajudar os compradores a tomarem uma decisão informada no momento da aquisição e da seleção.

Com mais de 175.000 fornecedores em 10 setores em âmbito mundial, ajudamos os compradores a encontrarem os fornecedores certos, gerenciarem seus relacionamentos e usufruírem de maior visibilidade e controle em toda a cadeia de fornecimento.

Leia mais Rhiarn passou mais dicas sobre esse tema numa entrevista para a área de Gestão de fornecimento, “a escassez de CO2 causa impacto no fornecimento”.



Receba ótimas informações na sua caixa de entrada todos os meses

Assinar