O efeito dos “fatores humanos” no gerenciamento da cadeia de fornecimento

Article by Achilles

A forma como ferramentas, equipamentos, processos de trabalho e ambientes são projetados pode ter um impacto enorme na tomada de decisão, no desempenho e na segurança humana. Analisar esses “fatores humanos” é uma forma importante de entender as capacidades e limitações dos trabalhadores e, portanto, o desempenho geral de uma empresa.

 

Para ajudar a maximizar a segurança e a produtividade no local de trabalho, as empresas devem observar como os fatores humanos afetam o gerenciamento da cadeia de fornecimento. Fatores ambientais, organizacionais e específicos da função, bem como características de grupo e individuais, todos influenciam a forma como os trabalhadores se comportam no local. As empresas que entendem a influência do comportamento humano nas práticas de trabalho podem obter maior produtividade e qualidade garantindo melhor saúde e segurança no local de trabalho.

Cultura e segurança no trabalho

A principal forma de reduzir acidentes no local de trabalho é garantir que todas as pessoas que trabalham para você tenham o nível correto de competência, o que pode ser muito mais fácil de se conseguir com funcionários do que contratados. Os contratados trazem muitos benefícios, como a capacidade de escalar rapidamente as operações e de aumentar o conhecimento da equipe. Mas também podem trazer riscos. Nossa pesquisa mostra que o trabalho com contratados ainda é duas vezes mais arriscado do que com funcionários.

Se você utiliza contratados ou não, existem dois fatores importantes que contribuem para uma cultura efetiva de saúde e segurança no trabalho. Em primeiro lugar, a seleção, coordenação, supervisão e avaliação de pessoal são extremamente importantes. Se a sua equipe de gerenciamento não tiver ciência do que está acontecendo sempre no local de trabalho, ela simplesmente não pode garantir que o trabalho esteja sendo feito corretamente. Em segundo lugar, deve existir uma comunicação clara sobre regras, procedimentos, perigos e medidas de emergência do local para todo mundo. Se você não deixar claro para os contratados o que espera deles, sua gestão de riscos não será garantida. Auditorias regulares de saúde e segurança, como nossas Auditorias em conformidade com IOGP 423, são uma forma importante de obter avaliação independente e imparcial de políticas e desempenho. Elas também podem fornecer informações valiosas sobre áreas que podem ser melhoradas.

Desempenho

Um dos maiores benefícios de se considerar os fatores humanos é que eles fazem você pensar em algumas das forças invisíveis que afetam a tomada de decisão. Você pode ter métricas de horas trabalhadas e resultados obtidos, mas elas não mostrarão como fatores como carga de trabalho, estresse, fadiga e pressão estão afetando a saúde e a segurança do seu local de trabalho.

Acreditamos que a ligação entre bem-estar e produtividade muitas vezes é subestimada. Nos últimos 35 anos, vimos a frequência de lesões diminuir em todos os setores que monitoramos. Uma grande parte disso se deve à melhor compreensão da necessidade de promover o bem-estar e a segurança. Se os trabalhadores estiverem descontentes ou doentes, há risco de o absenteísmo ou presenteísmo começarem a afetar suas operações.

Treinamento regular e análises de funcionários não apenas podem ajudar os empregadores a identificar as maneiras pelas quais os fatores humanos contribuem para aumentar o risco, mas também podem ajudar os funcionários a identificá-las mais cedo. Também é fundamental entender como as ferramentas e processos usados pelos funcionários afetam a forma como eles trabalham. Pode ser fácil ficar preso em uma forma de realizar uma tarefa porque ela sempre foi feita de determinada maneira, mas você pode estar expondo seus funcionários a riscos desnecessários. Muitas vezes notamos que pequenos ajustes nos processos ou ferramentas de trabalho geram grandes ganhos de segurança e de produtividade, portanto, não presuma que você precisa de uma grande mudança.

Gestão de riscos

O monitoramento eficaz de incidentes e a pré-qualificação de trabalhadores são duas ferramentas que podem ser usadas para aumentar a saúde e a segurança no local de trabalho. O uso correto dessas ferramentas pode ajudar as empresas a mitigar riscos no local de trabalho.

Ferramentas como o Achilles Controlar ajudam a garantir que todas as pessoas e fornecedores envolvidos em um local de trabalho tenha a experiência e as habilidades corretas para estar lá. Sem isso, as empresas estão assumindo riscos toda vez que novos contratados não qualificados entram em um dos seus locais de trabalho. Os dados obtidos com a pré-qualificação, bem como a capacidade de monitorar acidentes com perda de tempo, é uma fonte incrível de informação sobre como as pessoas estão realmente trabalhando.

Considerando cuidadosamente as interações entre humanos e elementos tecnológicos e organizacionais de um sistema, é possível aumentar significativamente a produtividade e a confiabilidade do sistema.” IOGP

Se você sabe exatamente quem está trabalhando para você e sabe exatamente quais problemas e desafios essas pessoas enfrentam, os sistemas e políticas do gerenciamento da sua cadeia de fornecimento vão corresponder melhor à realidade cotidiana das suas operações.

Criar uma cultura de segurança efetiva

Compreender o efeito que os fatores humanos podem ter para influenciar a forma como as pessoas trabalham e como isso, por sua vez, afeta o gerenciamento da cadeia de fornecimento, é só o começo. Uma forma como se pode realmente gerar valor é usar essas informações para criar uma cultura de segurança que priorize a saúde e o bem-estar, abrindo caminho para maior produtividade e qualidade.

Robin Critchard, consultor sênior de SSMA da CNR International (UK) Ltd, presta consultoria após 30 anos atuando em funções de SSMAQ:

“Para estabelecer uma cultura de segurança eficaz, primeiro é necessário compreender a capacidade, os fatores de estresse, motivação e condições ambientais com os quais a equipe precisará lidar para realizar seu trabalho.

Sem isso, incidentes em que fatores humanos são identificados como causa secundária sempre serão o resultado de treinamento insuficiente ou ineficaz e da tolerância a práticas de trabalho inseguras.”

Esta é uma lista de verificação para criar o tipo certo de cultura de saúde e segurança no trabalho:

  • Comunicar-se com a equipe por meio de reuniões e workshop regulares sobre segurança
  • Fornecer treinamento específico nas funções, equipamentos e processos do local
  • Definir claramente responsabilidades e prestação de contas
  • Implementar um processo proativo de geração de relatórios que informe ativamente a tomada de decisão estratégica e administrativa
  • Comprometer-se com auditorias regulares de saúde e segurança realizadas por terceiros independentes
  • Envolver os trabalhadores na criação de processos e ambientes de trabalho
  • Celebrar o sucesso e informar às pessoas como suas ações contribuem para o aumento da segurança e do desempenho

Em nossas décadas de ajuda a empresas no gerenciamento da cadeia de fornecimento e na gestão de riscos, observamos que muitas não consideram o impacto total dos fatores humanos. Grande parte disso é não ter o tipo certo de dados verificados e de alta qualidade disponíveis.

Obtenha mais visão das suas práticas de trabalho para melhorar a segurança e a qualidade de maneira consistente. Saiba mais sobre o Achilles Controlar aqui ou consulte nosso serviço de auditoria de SSMA.



Receba ótimas informações na sua caixa de entrada todos os meses

Assinar