Article

Desafio pegada zero: como alcançar a neutralidade de carbono

O Comitê para Mudança Climática do Reino Unido afirmou em seu último relatório que “a COVID-19 é uma crise da saúde pública; como vamos nos recuperar dela redefinirá como lidamos com a crise climática. As decisões nos próximos meses devem conduzir a uma recuperação que fomente uma nova atividade econômica crucial, acelere nossa transição rumo a emissões líquidas zero de carbono e fortaleça nossa resiliência aos impactos da mudança climática”.

Cada vez mais centradas na trajetória do baixo carbono, as autoridades locais estão declarando emergências climáticas, e muitos setores e corporações estão estipulando metas de zero emissão líquida até 2030 ou antes como parte da iniciativa de liderança. As metas ambiciosas, 20 anos antes da meta de pegada zero do próximo governo britânico para 2050, demonstram que estão gerindo o risco da mudança climática de maneira proativa para garantir uma vantagem comercial.

O que é a neutralidade de carbono e como uma empresa pode alcançá-la?

A neutralidade de carbono ou zero carbono é alcançada quando uma organização, produto ou serviço mede com precisão suas emissões de gases do efeito estufa e implementam estratégias para gerir, reduzir e compensar seus impactos.

Esses programas de ações climáticas cumprem um papel fundamental na aceleração da transição global rumo à emissão líquida zero de carbono (Net Zero), possibilitando às organizações assumirem a total responsabilidade pelas emissões de carbono que fazem hoje, ao passo que planejam e proporcionam mudanças de mais longo prazo com iniciativas nacionais para a descarbonização.

Por exemplo, o Google, líder em tecnologia, afirma ter eliminado sua pegada de carbono por meio de iniciativas como “unir energia eólica e solar”, “aumentar a armazenagem de baterias” e investir em “compensações de carbono de alta qualidade”.

A Microsoft também segue esse caminho e afirma que terá emissões negativas de carbono até 2030.  “Até 2050, a Microsoft retirará do meio ambiente todo o carbono que a empresa emitiu diretamente ou mediante o consumo elétrico desde que foi fundada em 1975.”

Créditos e compensação de carbono

O crédito de carbono é um instrumento financeiro que representa uma unidade de gás do efeito estufa (medida em equivalentes de dióxido de carbono ou CO2e). Um crédito de carbono equivale a 1 tonelada de CO2e.

Depois de medir, gerir e reduzir, a maioria das empresas terá uma emissão residual inevitável, que deverá ser mitigada por meio de aquisição e cancelamento das compensações de carbono.

Nem todas as compensações de carbono são iguais

Para organizações ou produtos e serviços que querem declarar-se neutros em carbono, é importante verificar ainda mais as compensações que estão usando para, assim, evitar o “greenwashing” e para garantir o capital da sua marca.

Existem inúmeras opções de crédito de carbono no mercado, disponíveis em todos os países, mas nem todas são iguais. Infelizmente, algumas são apenas “créditos lixo” e, na verdade, não armazenam, evitam nem reduzem os gases do efeito estufa. Também não cumprem com a definição aceita intrinsecamente de um instrumento financeiro que representa uma unidade de gás do efeito estufa.

Para evitar prejuízos financeiros e à reputação da empresa por investir em uma compensação de má qualidade, como parte da nossa certificação de Redução de Carbono, aplicamos um conjunto abrangente de princípios para determinar se um determinado projeto é real, confiável e cumpre com nossos padrões de qualidade, como entidade de certificação do ISO 14065.

Todos os créditos usados para alcançar uma certificação sólida devem ser:

  • Emitidos de acordo com um padrão voluntário ou de compliance
  • Gerados por um projeto que tenha sido devidamente avaliado e aprovado como idôneo para compensação
  • Emitidos com um registro reconhecido
  • Removidos, cancelados ou retirados de circulação do registro pertinente

O único esquema de certificação de gases do efeito estufa reconhecido do Reino Unido

Há mais de 12 anos, trabalhamos em parceira com a Toitū envirocare, um órgão de certificação acreditado com o ISO 14065, que oferece redução de carbono e com autoridade e responsabilidade pelas decisões de certificação de zero emissão de carbono e redução de carbono.

Somos o único esquema de certificação de gases do efeito estufa reconhecido do Reino Unido. Nossa abordagem da certificação de zero emissão de carbono tem cinco passos e foi testada e aprovada. Ela elimina o tempo, o esforço e a complexidade de alcançar o tipo de práticas ambientais que as suas partes interessadas esperam, além de identificar oportunidades de melhoria.

Nossos auditores podem proporcionar as informações que precisa para evitar possíveis consequências catastróficas decorrentes do envolvimento (mesmo inadvertido) em práticas de carbono enganosas. Mantenha sua reputação.

Alcance o status de neutralidade de carbono em 2021 medindo, gerindo e compensando suas emissões inevitáveis para o ISO 14064-1 com um esquema de redução de carbono internacionalmente reconhecido.

Fale com nossa equipe e comece hoje mesmo.


You might be also interested in…

Receba ótimas informações na sua caixa de entrada todos os meses

Assinar