Digitalização e o futuro da cadeia de fornecimento de petróleo e gás

Article by Achilles

O Fórum Econômico Mundial acredita que a digitalização representa uma oportunidade de USD 1 trilhão para o setor do petróleo e gás. Ao usar soluções digitais emergentes destinadas a áreas como a gestão do ciclo de vida dos ativos, a colaboração e o envolvimento de clientes, as empresas de petróleo e gás da Europa podem transformar seus modelos comerciais e operacionais.

Porém, não se trata de implantar soluções digitais e esperar que façam mágica.

O setor do petróleo e gás precisa transpor inúmeras barreiras que fazem com que o setor esteja atrasado em comparação a outros na digitalização das cadeias de fornecimento. Em primeiro lugar, as estruturas normativas do setor não foram criadas pensando no mesmo tipo de compartilhamento de dados que temos hoje. Em segundo lugar, existe uma falta de padronização e compartilhamento de dados nos ecossitemas do setor – a pressa de conseguir primeiro o petróleo prioriza a velocidade acima da eficiência, gerando aumentos de custos.

Embora as empresas de petróleo e gás sejam cautelosas quanto à digitalização, os benefícios já são claríssimos em outros setores. A digitalização representa uma oportunidade segura para empresas de upstream e para a cadeia de fornecimento de petróleo e gás como um todo.

Eis como a setor pode começar a se atualizar.

Os benefícios potenciais para as empresas de upstream de petróleo

A digitalização poderia economizar até USD 73 bilhões por ano para as empresas de petróleo e gás da Europa. A exploração e produção de petróleo e gás requerem a análise de enormes quantidades de dados geológicos e sísmicos, bem como cadeias de fornecimento complexas compostas de plataformas offshore e outros ativos complexos. Os projetos também são realizados, rotineiramente, em ambientes de alto risco.

A consultora de energia Wood Mackenzie acredita que a chave para reduzir custos e riscos é impulsionar as soluções digitais externas ao setor, em vez de usar sistemas internos da empresa. Os setores como de manufaturas e varejo implementaram soluções digitais em massa, o que ajuda a atender à demanda, a antecipar-se a problemas no fornecimento e a aumentar a eficiência.

A experiência desses setores poderia ser aplicada às cadeias de fornecimento de petróleo e gás de upstream. Análises avançadas de dados são uma forma importante de evitar interrupções potenciais custosas da produção e a manutenção prescritiva pode diminuir enormemente o tempo de paralisação nas plantas. Os custos de produção podem ser reduzidos mediante a introdução do aprendizado de máquina e da internet das coisas (IoT).

Atualmente estamos no meio de um período de intensa inovação tecnológica. Empesas de energia a sistemas de saúde, start-ups e organizações consolidadas, todas estão introduzindo soluções que estão reinventando o modo de as indústrias operarem diariamente. O setor do petróleo e gás não deveria ser diferente.

A digitalização da cadeia de fornecimento: uma oportunidade chave

Além de mudar a maneira como o petróleo e gás são encontrados e extraídos, a digitalização poderia ter efeitos a grande escala em como as cadeias de fornecimento dessa indústria operam. Um grande número de inovações tecnológicas emergentes prometem deixar as cadeias de fornecimento menos lineares e mais interconectadas. A digitalização ajuda os compradores e fornecedores a se conectarem e colaborarem com mais eficácia, permitindo a tomada de decisões mais rápida e baseada em melhores informações e abrindo os armazéns funcionais que antes impediam o compartilhamento de dados.

É óbvio que achamos isso é excelente. Porém, uma pesquisa de 2017 da McKinsey mostrou que a maioria das cadeias de fornecimento só alcançava 43% de digitalização, apesar da transparência da cadeia de fornecimento ser citada por muitos como um objetivo operacional importante. As empresas de petróleo e gás da Europa estão ignorando uma ferramenta chave para cumprir esse objetivo e vários desafios comuns da área de compras poderiam ser a explicação.

Os tomadores de decisões de compras geralmente veem como uma solução digital poderia beneficiar suas operações, porém, a falta de urgência organizacional e orçamentária e o problema da interação de novas tecnologias nos sistemas legados costumam atrapalhar. Isso torna ainda mais crucial identificar claramente as soluções digitais certas e os benefícios correspondentes.

Agregar valor à cadeia de fornecimento de petróleo e gás

Uma parte essencial do aumento da digitalização das cadeias de fornecimento de petróleo e gás é a comunicação dos benefícios. Vamos dar uma olhada em algumas das principais tecnologias:

Inteligência artificial (AI)

O principal benefício da AI diz respeito à automação de processos repetitivos e demorados, como triagem e pré-qualificação de provedores. Transferir essas tarefas a sistemas automatizados inteligentes pode representar uma economia de tempo e custo significativa.

Mas não tem por que parar por aí. Assistentes pessoais virtuais e assessores de compras cognitivos também são capazes de fornecer resumos de auditoria e fazer recomendações sobre provedores qualificados, desempenho e gestão de risco. A AI também pode levar a tomada de decisões de uma organização a um novo patamar, analisando dados históricos, falhas conhecidas, dados geológicos e sísmicos e qualquer outro tipo de informação relevante em questão de segundos.

Big Data e análise preditiva de dados

O setor do petróleo e gás tem cadeias de fornecimento globais complexas e frequentemente desafiadoras. A análise de dados avançada pode ajudar os compradores a coletarem, verificarem e utilizarem grandes volumes de dados. Os benefícios potencias são variados e vão desde padronizar a incorporação de provedores até solucionar problemas comuns da cadeia de fornecimento, como uma má gestão de estoques ou atraso nas entregas.

Um melhor uso dos dados pode agilizar muito a caracterização e incorporação dos provedores. Os bancos de dados de provedores que permitem aos departamentos de compra fazer uma busca rápida de empresas para encontrar as informações de que precisam, como pré-qualificação, dados de complicance e financeiros, disponibilizam todas as informações necessárias em um só lugar.

Internet das coisas (IoT)

A computação em nuvem e a IoT se unem para criar redes de dispositivos e trabalhadores conectados em cada estágio da cadeia de fornecimento de petróleo e gás. Os dois principais benefícios disso são a administração remota de equipes de trabalho e o monitoramento em tempo real de processos e equipamentos. Para os trabalhadores esparramados em várias áreas amplas de trabalho, a computação em nuvem permite que suas operações sejam coordenadas de maneira centralizada. Do mesmo modo, os gerentes de plantas podem supervisionar cada aspecto das operações em tempo real de forma segura e auditável.

O desafio para profissionais de compras

Embora os benefícios da digitalização sejam óbvios para as empresas de petróleo e gás da Europa, isso não quer dizer que seja uma tarefa fácil de implementar para as equipes de compras. Mesmo se conseguem o orçamento necessário e a aceitação da diretoria, e, posteriormente, a integração das novas soluções nos sistemas legados, a digitalização ainda poderia ser um desafio.

É importante aproveitar a experiência e expertise de outros setores após anos de aplicação de soluções digitais às cadeias de fornecimento. Compartilhar e aprender das melhores práticas do próprio setor e de outros setores será fundamental para superar os desafios e colher os lucros potenciais da digitalização.

Nós podemos ajudá-lo a abrir o caminho da digitalização da sua cadeia de fornecimento de petróleo e gás. Nosso expertise em todo o setor nos permite alavancar as melhores práticas do mundo em gestão da cadeia de fornecimento e compras.

Nossa pesquisa conjunta do Petróleo e Gás Europa reúne nossas comunidades da Achilles JQS e FPAL, permitindo aos compradores de toda a Europa trabalharem juntos. À medida que muitas empresas de petróleo e gás passam ao setor de energias renováveis, por exemplo, elas buscam aproveitar o alto nível de especialização e conhecimento que os operadores do Reino Unido e Noruega adquiriram ao longo de décadas de trabalho no mar do Norte. A indústria de petróleo e gás é global, mas depende do conhecimento e expertise locais para conseguir os melhores resultados. É exatamente isso que nossas comunidades fazem.

A digitalização representa uma oportunidade incrível que ainda não foi totalmente explorada para o setor de petróleo e gás. Esperamos que essa situação mude em breve.



Receba ótimas informações na sua caixa de entrada todos os meses

Assinar